domingo, 28 de junho de 2009

“Todos estão sempre dispostos a me ajudar” - Louise L. Hay

Que maravilhoso pensar assim!!!
Como você se sentiu ao ler essa frase?
É claro que muitas vezes somos levados a crer, através das nossas experiências, que as pessoas querem nos atrapalhar e quanto mais acreditarmos nisso mais se tornará real. A verdade é que sempre recebemos ajuda, mas como o lado negativo de uma situação chama mais atenção, esquecemos que há também o lado positivo e saudável e por isso não conseguimos enxergar o quanto de ajuda recebemos ao longo do nosso caminho.
Às vezes tudo aquilo de que necessitamos é olhar a vida sob um novo prisma e saber que as coisas não são nem boas, nem ruins. Somos nós quem as qualifica. É sempre possível escolher o que queremos pensar e isso criará o nosso futuro.
Faz sentido então escolher que todos estão sempre dispostos a nos ajudar”. E esse novo modo de pensar serão as sementes das novas experiências.
Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional

Paz e Luz

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá 03/07/2009

segunda-feira, 15 de junho de 2009

"Cada um tem as suas flechas" - Ditado Indígena

Todos temos as nossas “flechadas”, ou lições a receber durante a vida. No entanto gostaríamos de desviá-las tanto de nós quanto das pessoas que amamos.
Na maioria das vezes, colocamo-nos na frente para que a pessoa não se machuque. Porém as flechas da vida têm uma peculiaridade: não é possível tirá-las do nosso caminho nem do caminho dos outros.
Caso tentarmos fazer isso, além de termos as nossas, receberemos o impacto das dos outros e percebemos que nosso esforço foi em vão, pois o destinatário delas não terá como escapar e receberá cada uma das flechas que lhe foram programadas.
Quando evitamos que os outros sofram, geralmente tiramo-lhes a chance de aprendizado e fortalecimento. Em cada obstáculo há oportunidades de nos lapidar e estarmos prontos para remover as pedras que encontrarmos pela nossa jornada.
Se em alguma parte da vida perdermos a lição pode acontecer não estarmos aptos a resolver da melhor maneira as que virão.
Por isso, aceite as flechas da vida.
O segredo não é recusá-las, mas sim saber o que fazer quando elas chegarem e talvez isso ajude outros a encontrarem soluções através do seu exemplo!!!

“Paz e Luz”


Jornal: Sol Português - T0ronto - Canadá - 10/07/09

terça-feira, 2 de junho de 2009

"Não limitemos o que não tem limites"

É incrível a capacidade que temos de nos limitar.
Mas de que maneira fazemos isso?
Partindo do princípio de que os nossos pensamentos e as palavras criam o dia-a-dia, basta prestamos atenção ao nosso discurso e veremos como se consegue essa proeza.
Falamos sobre as coisas e esquecemos do poder da palavra.
Por exemplo, é muito comum ouvir nos dias de hoje as pessoas dizendo que gostariam de ter um outro trabalho.
Pergunto-lhes que função gostariam de exercer, aonde, quanto almejariam ganhar, com qual tipo de pessoas desejariam conviver nesse novo trabalho.
As respostas são variadas: não sei ainda o que pretendo fazer, hoje as coisas estão tão difíceis, provavelmente até ganharia menos!
Geralmente pergunto se prestou atenção no que acabou de dizer, pois capitão que não sabe a que porto se dirigir, qualquer vento lhe será favorável.
Afim de atrairmos novas coisas para a nossa vida temos que ser decididos e dar respostas claras ao Universo: gostaria de fazer isso, ganhar tanto e trabalhar com tal tipo de pessoas.
Talvez não saibamos exatamente como fazer, mas isso não é o mais importante. O principal é definir o que se quer e abrir-se para novas oportunidades, inclusive quem sabe criar um novo trabalho. Se estivermos convictos do que queremos, as portas se abrirão, basta prestarmos atenção.
Pode ser que um frio no estômago tome conta de nós quando a oportunidade surgir e essa é a hora de seguir adiante e ver o que existe além ou permanecer do mesmo jeito e deixar a vida passar...
Porém lembremo-nos, somos seres com infinitas possibilidades de realizações e por isso não limitemos o que não tem limites.

Paz e Luz

Jornal - Gazeta Lusófona - Lucerna - Suiça - Out/2009
Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 05-06-09