segunda-feira, 16 de novembro de 2009

“Vocês deveriam tomar mais chuva”

Um dia à tarde, eu e alguns amigos estávamos reunidos em um parque a céu aberto, quando de repente começou a garoar. Logo nos levantamos procurando um lugar para nos proteger.
Nessa ocasião, um dos amigos que estava conosco de uma personalidade muito calma, andando vagarosamente, olhou para nós e disse: “vocês deveriam tomar mais chuva”.
Mas todos já estávamos em local coberto...
Hoje, quando estou na rua e começa a chover, lembro-me dessa frase e olho para cima deixando alguns pingos molharem o meu rosto. Percebo nesse momento como a vida é simples, calma e tranqüila. Às vezes me pergunto: “Por que deixamos de aproveitar tantos momentos de paz?”
Queremos controlar tudo, desde as pessoas até o clima. Criamos tensões, preocupações no dia-a-dia e não sabemos agir de outra forma. Muitos até querem fazer diferente, mas não entende por onde começar. Falar em mudanças nos assustam, mas há algumas que são necessárias contendo inclusive benefícios a curto prazo.
Caso realmente queiramos um pouco de tranqüilidade e paz, devemos criá-los primeiramente dentro de nós e a partir daí atrairemos situações de acordo com esse novo sentimento.
É possível inclusive fazer novas escolhas, por exemplo: não nos irritar mais com uma determinada situação ou abençoar no lugar de maldizer. E quando somos muito críticos podemos nos lembrar que quem critica tem a obrigação de fazer melhor que o outro.
As formas de fazer alterações são inúmeras, porém devemos estar abertos. Por isso quando a chuva vier, deixe-a mostrar como fazer diferente.

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br

“Paz e Luz”


Jornal - Sol Português - Toronto - Canadá - 20/11/2009

“Todas as respostas estão dentro de você."

“Quando quiser saber alguma coisa escreva mentalmente a pergunta na ponta do seu dedo indicador e leve-o ao seu coração”

Inúmeras vezes ouvi essas frases de um amigo muito querido e em vários momentos elas foram muito úteis. Quando levamos o dedo ao coração, a resposta normalmente surge de uma forma sutil e intuitiva.
Mas se temos todas as respostas dentro de nós, por que procuramos as soluções em todos os lugares e pessoas, menos em nosso coração? A verdade é que simplesmente não acreditamos ter ao nosso alcance a resposta para tudo o que almejamos saber.
Confiamos apenas no que os nossos cinco sentidos nos informam. Necessitamos ver, ouvir e tocar para termos a certeza que algo é real. Queremos a confirmação de que estamos caminhando acertadamente e com isso deixamos de lado a intuição que é uma poderosa ferramenta à nossa disposição.
Recordo-me de um dilema sobre o qual não conseguia me decidir. Há alguns anos estava nadando em uma escola onde havia feito muitos amigos e todas as manhãs depois das aulas tomávamos café da manha juntos. No final do ano o professor anunciou que sairia da escola para trabalhar em outra cidade, com isso, metade da turma optou nadar em outra academia onde havia um professor com o estilo parecido.
No começo do ano, meu plano venceu e por isso passei o mês de janeiro inteiro sem treinar porque não conseguia tomar uma decisão; ou ficava na escola em que atualmente nadava ou mudava de academia, junto com meus amigos.
Um dia me cansei de tamanha indecisão. Escrevi mentalmente a pergunta na ponta do dedo e levei-o ao coração.
Em seguida tive a intuição de um procedimento: deveria imaginar uma tela e visualizar de um lado o nome da atual academia e do outro lado o nome da outra escola. Após isso, deveria dar uma instrução à mente para que escolhesse o melhor local e o modo de escolha seria o seguinte: o nome do local ideal aumentaria de letra e o outro nome ficaria bem pequeno, assim eu saberia onde me inscrever.
Resolvi confiar nesse “insight” e por fim um dos nomes aumentou de tamanho e o outro ficou bem pequeno. No mesmo dia à tarde me inscrevi na nova academia. No segundo dia de aula conheci um rapaz que se tornou meu marido.
Há coisas que só o coração sabe e somente escutando-o teremos acesso aos seus segredos.

Thatiana Tondato - Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br

“Paz e Luz”


Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 13/11/2009

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

“Nenhum homem fica rico sem enriquecer aos outros”. - Andrew Carnegie

Diria mais, nenhum homem prospera sem que os outros prosperem junto.
A nossa maior mina de ouro são as idéias e os conceitos que inundam as nossas mentes.
Quando mudamos nosso visão sobre o mundo, temos a capacidade de despertar nosso gênio criativo e muitos outros também o terão, simplesmente porque tivemos a coragem de fazer diferente.
Somos todos conectados através dos pensamentos que emitimos e nos sintonizamos com as pessoas que estão na mesma faixa vibratória.
Por isso quando entramos em contato com vibrações diferentes da nossa o segredo é influenciarmos positivamente quem está à nossa volta e criar muita prosperidade e não deixar por vezes que o baixo astral da pessoa tome conta de nós.
Os pensamentos dominantes que temos agem como imã atraindo para nós as pessoas e circunstâncias que irão ajudar na concretização desses mesmos pensamentos.
Se os nossos sonhos não estão se realizando talvez chegou a hora de verificar a qualidade dos nossos pensamentos.

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thtatianatondato.com.br

“Paz e Luz”

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 05/11/09

“Renascemos por vezes no momento em que desabamos”.

Muitas vezes caímos e levantamos sem entender muito bem porque caímos, quanto mais explicar como ficamos de pé.
Os momentos de crise são os ideais para colocarmos em ação a garra que existe em nós. Por vezes só descobrimos o tamanho e a extensão da força interior quando ela realmente é solicitada. De repente, sem aviso recebemos uma grande chacoalhada e perdemos o rumo. No instante em que desabamos, baixamos nossas resistências e chegamos a pensar: “Hei! Se tiver alguém aí em cima me ouvindo esse é um bom momento para você se manifestar, não sei realmente o que fazer!” Nessa hora o Universo abre as portas para que surjam novos caminhos e nossas vidas nunca mais serão as mesmas.
No entanto há pessoas que nunca entenderão o poder de sua capacidade para lidar com os momentos difíceis devido à preferência de se omitir e deixar de assumir a responsabilidade do que lhe acontece porque afinal já caíram e se machucaram tanto... mas, se tiverem a coragem de tentar mais uma vez, poderão até desabar, mas aí terão forças para renascer e nessa hora entenderão porque caíram tantas vezes e saberão que quase sempre foi pelos mesmos motivos.

Tenha coragem de se levantar e espiar o que está além.
Site:
http://www.thatianatondato.com.br/

“Paz e Luz”

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 30/10/09