terça-feira, 27 de abril de 2010

“Mais importante do que fazer o que gostamos, é gostar de tudo o que fizermos” Magdalena Tagliaferro

No começo do mês recebi o convite para escrever um artigo sobre a feira das profissões em uma escola de São Paulo e fiquei imaginado qual conselho dar àqueles que estão prestes a decidir o seu futuro.
Digo futuro porque a maior parte da vida passaremos trabalhando. Então é bom que essa escolha seja algo pelo qual somos apaixonados.
Mas talvez isso não seja o principal. Creio ser mais importante gostar de tudo o que fazemos.
Na escola nem sempre teremos somente as matérias mais legais e na vida profissional acontecerá o mesmo, de vez em quando teremos que fazer a parte chata também.
Posso garantir que qualquer profissão terá seus problemas, então o interessante de tudo isso é saber qual tipo de problemas estamos dispostos a resolver.
Para isso nada melhor do que conversar com os professores e profissionais da área almejada por você. Peça-lhes para contar como escolheram aquela profissão. Talvez você ficará surpreso ao descobrir que nem todo mundo teve um caminho linear, mas provavelmente houve dúvidas e incertezas e para acabar com elas o jeito mesmo é se informar e colocar certezas no coração.
Recentemente lendo o livro de Napoleon Hill - “Pense e enriqueça” chamou-me atenção um dos tópicos: o nosso desejo comanda a nossa vida e diz que somos os responsáveis pelo nosso destino:

“Você é o senhor do seu destino, o capitão da sua alma”

E isso acontece porque temos o poder de controlar os nossos pensamentos. E por essa razão mais ouro emergiu do cérebro humano do que das minas de ouro existentes na Terra.
Sei que é muita informação, mas saiba: onde estiver o seu desejo, aí estará o seu coração e não há como errar quando seguimos essa preciosa bússola.
Boa sorte nas suas escolhas. Confie na vida e lembre-se que você é abençoado muito além dos sonhos.

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br

Paz e Luz

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 23/04/2010
Tribuna do ABCD - São Caetano do Sul - SP - 17/04/2010
Folha de São Caetano - S.C.S - SP - 10/04/2010

“A partir do momento que sabemos, não somos mais protegidos pela ignorância”.

Perguntei a um amigo muito querido o porquê de dizermos que as criancinhas são protegidas e eis o que ele me respondeu:
“Quando não temos consciência do que é bom ou mal, a Consciência Universal nos protege. Quando tomamos conhecimento do que é certo ou errado, não somos mais protegidos pela nossa ignorância”.
A partir desse momento, passamos a ter responsabilidade pelos próprios atos e responderemos por eles.
Então poderemos nos perguntar: não é melhor permanecermos na ignorância?
Será?!!!
Somente ampliando a consciência de como pensamos, agimos e sentimos, é possível alterar as coisas de que não gostamos e crescermos. Caso contrário estaremos em uma posição confortável, protegidos pela ignorância, mas sempre repetindo as mesmas lições pois elas também demorarão mais tempo para serem aprendidas e com o tempo nos farão sofrer.
Ainda hoje escolhemos o sofrimento como forma de aprendizado mas há uma estrada bem mais suave: o caminho do amor. O amor por nós mesmos, o amor pela vida!
Que a consciência seja a nossa melhor proteção!

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br

“Paz e Luz”


Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 16/04/2010

domingo, 11 de abril de 2010

“Nada fará você permanecer como está caso queira mudar”.

Quando era pequena adorava assistir ao seriado Jeannie é um Gênio, queria ter o poder de mexer a cabeça e o meu quarto estar arrumado ou minha lição de casa feita. Apesar de gostar muito de estudar havia algumas matérias que nem sempre agradavam muito.
Mas isso era apenas um sonho... sabia que se eu não quisesse fazer, ninguém faria por mim. Porém quando crescemos esquecemos dessa preciosa lição: as mudanças somente acontecerão se e quando quisermos.
Quando ansiamos ser diferente e nada muda é porque da forma como agimos, alguma necessidade está sendo satisfeita.
Às vezes é até um pouco de conveniência.
Se por exemplo, ficamos doentes, pois assim recebemos atenção, então para que realmente nos curarmos?
A doença simplesmente trocará de nome, mas surge da necessidade de atenção externa.
Se há necessidade de algo externo para nos satisfazer, pode ser que não estejamos dando a devida atenção a nos mesmos, não estamos nos ouvindo.
Tenhamos a ousadia de nos escutar e saberemos exatamente como emperramos a nossa felicidade.

Caso queiramos, ninguém poderá impedir-nos de fazer mudanças em nossas vidas.
Apenas nós temos esse poder.

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional

Site: www.thatianatondato.com.br

“Paz e Luz”

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 09/04/2010

“Quando estiver doente, observe em sua vida o que adoeceu em seu coração”.

Todas as doenças têm origem em um estado de desequilíbrio. Algo que não está muito bem resolvido dentro de nós.
Mas como não paramos para prestar atenção ao nosso coração, as pequenas coisas se acumulam até desencadear uma doença, desde um simples resfriado, a situações mais duradouras e drásticas. Mesmo um resfriado pode nos dizer muitas coisas.
Estamos sempre rodeados de bactérias e o organismo as combate. No entanto, quando o sistema imunológico fica enfraquecido não consegue combater os microorganismos e o resfriado se instala.
É possível baixar a resistência de várias formas: raiva constante, sentimento de vingança, revolta, tristeza, melancolia, insegurança, medo...
Segundo Louise L.Hay, no livro “Você pode curar a sua vida”, uma dor de garganta pode ser originada por não expressarmos a nossa criatividade.
Por experiência própria, as minhas dores de garganta estão relacionadas com baixa auto-estima. Quando o problema é nariz congestionado, percebi sua relação com idéias congestionadas, ou seja, muitas dúvidas: não sei se vou ou se fico.
O corpo é o local onde os pensamentos e sentimentos se materializam, por isso podemos nos perguntar: “que tipo de pensamento pode ter originado esta queda no meu sistema imunológico?”
Curando o nosso coração, nosso corpo se restabelecerá.

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br

“Paz e Luz”

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 02/04/2010