segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

“Que a palavra seja uma instrução, uma benção ou oração” - Anônimo

Quando era pequena sempre ouvi dizer: falar não ofende. Gostaria de voltar ao tempo e dizer às pessoas que as palavras podem não só ofender mas elas também tem o poder tanto de elevar como destruir uma pessoa.
Encontrei uma história no livro de Alexandre Rangel “ As mais belas parábolas de todos os tempos” que mostra um pouco sobre o poder das palavras.

“ Um orador em uma de suas palestras falava sobre o poder do pensamento positivo e das palavras.

Um participante levantou a mão e disse:

- Não é porque vou dizer felicidade, felicidade, felicidade que irei me sentir melhor; não é porque vou dizer tristeza, tristeza que me sentirei pior., não são mais do que meras palavras. As palavras são isso mesmo, sem poder.

O orador respondeu:

- Cale-se, você é incapaz de compreender o que quer que seja!

O participante ficou paralisado, mudou de cor e preparou-se para replicar agressivamente.

O orador então levantou a mão de forma apaziguadora e disse:

- Não quero magoá-lo, Peço que aceite minhas desculpas.

O participante acalmou-se.

E o orador prosseguiu:

- Esse foi apenas um exemplo para ilustrar a força das palavras. Algumas palavras desencadeiam dentro de nós raiva e cólera. Outras nos acalmam. Esse é o poder das palavras.”

O que você está escolhendo fazer com as suas palavras? A escolha é sempre nossa e apenas três segundos nos separam de uma boa ou má palavra.

“Paz e Luz”

Thatiana Tondato: Consultora de Empresas e Palestrante Motivacional
Site: www.thatianatondato.com.br – acesse o link: Programa Espaço Algharve

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 04/02/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário