segunda-feira, 21 de novembro de 2011

“ Nós somos o que repetidamente fazemos. Excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito” Aristóteles.

Aristóteles viveu na Grécia entre 384 A.C e 322 A.C, foi um filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre , o Grande. O interessante é que naquela época ele já sabia sobre a relação dos hábitos e das ações.
Stephen Covey, autor do livro “ Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” começa o seu livro dizendo:
“O mundo mudou drasticamente depois da primeira edição do livro, em 1989. A vida está mais complexa, mais estressante e exige mais de nós. Fizemos a transição da Era Industrial para a Era do Conhecimento, com todas as suas profundas conseqüências. Enfrentamos desafios e problemas na vida pessoal, na família e nas empresas onde trabalhamos, inimagináveis há uma ou duas décadas. Esses desafios não são apenas de uma nova ordem de magnitude; eles são de um tipo completamente diferente”
As grandes transformações trazem sempre várias oportunidades, mas às vezes temos que nos centrar para encontrar soluções mais satisfatórias e assim nos adaptar ao novo ambiente.
Recente fiz uma palestra falando sobre a importância do pensamento na criação das nossas experiências e em um dado momento perguntei aos presentes se eles já tinham ouvido sobre esse assunto e como somos governados pelos pensamentos.
E a resposta foi que alguns nunca tinham ouvido falar sobre aquilo e nem tinham ideia como isso acontecia.
Depois de ler esse artigo, talvez algumas situações ganharam um novo significado.
Então para começar: preste atenção nos seus sentimentos. Eles desencadeiam os pensamentos. Os pensamentos criam as palavras e estas geram as ações. O conjunto de ações formam os hábitos. Os hábitos criam nosso caráter e tudo isso junto forma o nosso destino.
Por isso além de prestar atenção aos nossos sentimentos podemos também protegê-los e acima de tudo é possível alterar o que sentimos.
Alterando o sentimento, mudamos as palavras, por conseguinte geramos novas ações que modificarão os nossos hábitos, nosso caráter e por fim o nosso destino.
Aristóteles era um filósofo e quando temos contato com grandes pensadores, se permitirmos jamais seremos os mesmos. Por isso lembre-se: “ Execelência não é um ato, mas um hábito”
" Paz e Luz”

Thatiana Tondato – Consultora Empresarial e Palestrante Motivacional
Assista ao Programa Espaço Algharve – falando sobre moda, motivação e empresas – pelo site: www.thatianatondato.com.br

Jornal: Sol Português - Toronto - Canadá - 21/10/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário